Shares

A adolescência é um marco importante na vida sexual feminina e masculina com transformações corporais próprias. Para se vivenciar a sexualidade de maneira saudável e minimizar o risco de uma gravidez indesejada ou de uma infeção sexualmente transmissível (IST), é determinante ter o conhecimento adequado sobre cada um dos métodos contracetivos disponíveis.

A escolha do método anticoncecional deve ser livre e informada. Não existe um método 100% eficaz. Para decidir qual o método mais adequado à sua situação, é fundamental falar com o seu médico assistente, ele é o profissional de saúde mais indicado para a ajudar a escolher a melhor solução para si. O melhor método é aquele que a deixar mais confortável e que melhor se adapte ao seu estilo de vida e às suas condições de saúde.

De um modo geral, os adolescentes podem usar todos os métodos contracetivos, embora existam alguns mais adequados do que outros em determinadas fases da vida.

O preservativo deve ser usado em todas as relações sexuais, independentemente do uso de outro método, uma vez que é o único que permite a proteção contra as infeções sexualmente transmissíveis.

Os métodos naturais (calendário, coito interrompido) são pouco recomendados na adolescência, pois exigem planeamento e nessa fase geralmente as relações sexuais não são planeadas.

Quais os métodos contracetivos existentes?

 

Como atuam os métodos contracetivos?

  • Impedem a ovulação
  • Evitam a entrada dos espermatozóides no útero
  • Impedem a fertilização

O que são pílulas anticoncecionais?

As pílulas anticoncecionais são feitas de hormonas idênticas às hormonas produzidas peloas ovários da mulher: o estrogénio e a progresterona. Sempre que usadas corretamente, são muito eficazes e atuam na prevenção da ovulação e perturbam as condições de passagem dos espermatozóides para o interior do útero. A pílula, para ser eficaz, deve ser tomada todos os dias, de preferência no mesmo horário.

Outros efeitos benéficos da pílula:

  • Regula e diminui o fluxo menstrual
  • Diminui as dores menstruais
  • Melhora o acne e controla o crescimento excessivo de pêlos

Sempre que uma mulher começa a fazer uma contraceção hormonal combinada, podem surgir alguns sintomas transitórios como enjoos, pequenas perdas de sangue e dor mamária. Se, eventualmente, estes sintomas surgirem em simultâneo com dores de cabeça ou outros, deve procurar a ajuda do seu médico.

Preservativo masculino

O preservativo masculino é o único método que garante dupla proteção: protege das infeções sexualmente transmissíveis e evita a gravidez. O uso do preservativo é prático e não altera o prazer sexual.

Cuidados importantes:

  • Guardar o preservativo em local seco e fresco
  • Não deve ficar exposto ao sol e ao calor
  • Não transportar o preservativo constantemente na carteira ou no bolso pois o calor pode rasgar o involucro
  • Não abrir a embalagem com os dentes, unhas ou tesoura
  • Não usar os lubrificantes oleosos (manteiga ou vaselina)
  • Não usar dois preservativos em simultâneo
  • Verificar sempre o prazo de validade
  • Verificar sempre se o preservativo não está furado

Pílula do dia seguinte (não pode ser considerado um método anticoncecional)

São pílulas de emergência com o objetivo de prevenir uma gravidez indesejada após uma relação sexual sem proteção- Deve ser utilizada exclusivamente numa situação excecional pois se utilizada repetidamente pode ter efeitos graves. Quando mais precoce for a toma após a relação sexual mais eficaz é o seu efeito.

 

Consulta Relacionada

Shares