Shares

O Aleitamento Materno é seguro e essencial no processo de crescimento da criança e no bem-estar da mulher, no entanto existem contra-indicações temporárias e também definitivas. Informe-se com o seu médico ou enfermeiro especialista em Saúde Materna se esse é o seu caso, para que a melhor alternativa seja aconselhada.

PARA O SUCESSO DA AMAMENTAÇÃO

  • Ambiente tranquilo
  • Pega correta da mama
  • Oferecer as mamas alternadamente e deixar o bebé mamar até esvaziar completamente
  • Horário livre ou quando o bebé mostrar sinais precoces de fome
  • O bebé deve mamar até ficar satisfeito
  • A duração da mamada é variável
  • O tempo de intervalo entre mamadas é habitualmente não superior a 4 horas
  • Manter o bebé acordado durante o aleitamento

ALEITAMENTO MATERNO

  • Deve ser iniciado na primeira hora de vida
  • Deve ser exclusivo até aos 6 meses
  • Deve complementar a introdução de novos alimentos até aos 12-18 meses de idade
  • Aconselhamento e informação sobre o aleitamento materno devem ser transmitidos aos progenitores durante a gravidez

BENEFÍCIOS PARA O BEBÉ

  • Fonte de Nutrição: é um alimento completo a nível nutricional, de composição adequada à criança e de digestão mais fácil
  • Anticorpos:na sua constituição tem anticorpos que ajudam a proteger a criança, diminuindo a incidência e gravidade de alergias, pneumonias e problemas gastrointestinais como diarreias, causas de frequente recorrência aos serviços de saúde em idade pediátrica. Aumenta também a resposta à vacinação
  • Saúde para a Vida: diminui o risco de Obesidade, Diabetes Tipo II e Arterioesclerose ao longo da vida
  • Temperatura Corporal Adequada: a amamentação promove o contacto pele a pele que mantém a temperatura corporal adequada à criança após o parto

BENEFÍCIOS PARA A MÃE

  • Anticoncecional Natural: 98% de proteção anticoncecional nos 6 meses pós-parto, desde que faça 4 mamadas por dia e 1 seja à noite
  • Prevenção de Hemorragia: devido à libertação de uma hormona chamada occitocina durante a amamentação
  • Menor Incidência de Cancro de Mama e Ovários: em mulheres que amamentam com maior frequência e durante mais tempo
  • Relaxamento: pela produção da hormona prolactina
  • Económico e Prático: não requer preparação prévia
  • Elo de Ligação: permanência do elo de ligação entre mãe e filho após o parto

Sabia que a dispensa para a Amamentação está descrita na lei?

A dispensa para amamentação esta prevista no código do trabalho, Artigo 47º – Dispensa para amamentação ou aleitação, no qual está descrito que a mãe que amamenta o filho tem direito a dispensa diária, gozada em dois períodos distintos, enquanto durar a amamentação. A violação deste artigo é considerada contra-ordenação grave.

Referências Bibliográficas

  • Organização Mundial de Saúde, 2017, 10 Facts on Breastfeeding
  • Rodrigues, Carina, 2013; Factores contribuintes para o declínio do aleitamento materno – Associação Portuguesa dos Enfermeiros Obstetras
  • Carvalho, Ana; Zangão, Maria; 2014, Contributo do contacto pele a pele na temperatura do recém-nascido – Associação Portuguesa dos Enfermeiros Obstetras
  • Levy, Leonor; Bértola, Helena, 2008, Manual de Aleitamento Materno
Shares