Shares

Em Portugal, estima-se que o consumo de tabaco atinge cerca de 20 a 26% da população. Para além de ser um fator de risco para o fumador, o tabagismo afeta todos aqueles que se encontram frequentemente expostos ao fumo passivo, causando um grande prejuízo à saúde pública, uma vez que é responsável pela diminuição da qualidade e duração de vida.
O fumador tem, em média, menos dez anos de vida do que o não fumador, pois as substâncias do fumo do tabaco afetam alguns órgãos importantes, ao mesmo tempo que tornam o organismo mais frágil em relação a uma série de doenças. Segundo a Fundação Portuguesa de Cardiologia, o tabaco é responsável por:

Deixar de fumar é a medida preventiva mais eficaz para diminuir os riscos de enfarte do miocárdio, angina de peito, doença arterial periférica e acidente vascular cerebral.

10 PASSOS PARA DEIXAR DE FUMAR:

AS VANTAGENS DE DEIXAR DE FUMAR 

APÓS 20 MINUTOS
A pressão arterial e o ritmo da pulsação voltam ao normal.

APÓS 8 HORAS
Os níveis de nicotina e monóxido de carbono no sangue diminuem em 50% e o oxigénio sobe para valores normais.

APÓS 48 HORAS
A tensão arterial é estabilizada e o paladar melhora.

APÓS 72 HORAS
Os brônquios descontraem-se, a respiração solta-se e a pele torna-se mais luminosa.

APÓS 2-12 SEMANAS
A circulação melhora significativamente e caminhar torna-se menos cansativo.

APÓS 6-9 MESES
Sente um aumento gradual do bem-estar geral, acompanhado de mais vitalidade.

APÓS 5 ANOS
O risco de cancro da boca e do esófago reduz-se para metade.

APÓS 10 ANOS
Corre 50% menos risco de ter um cancro do pulmão do que um fumador.

APÓS 15 ANOS
O risco de doença cardiovascular é semelhante ao de uma pessoa não fumadora, do seu sexo e idade.

 

Marque a sua consulta

Shares