Shares

O stress físico, cardiovascular e emocional está associado ao aumento da frequência cardíaca, da pressão arterial e da necessidade de consumo de oxigénio pelos seus músculos, motivos que levam o coração em certos casos a desenvolver um evento arrítmico fatal (morte súbita). É durante a prática desportiva que ocorre um maior número de casos de morte súbita, desencadeada por arritmias ventriculares fatais. No entanto, a maioria das arritmias são consideradas benignas e compatíveis com a prática do exercício físico.

Quais os sintomas?

Alguns sinais de alerta de morte súbita que devemos ter em atenção: tonturas, perda de consciência durante o exercício, história familiar de morte súbita, dor torácica durante o esforço associado a palpitações.

Principais causas?

Algumas das possíveis causas de arritmias malignas durante o esforço são: Cardiomiopatia hipertrófica, anormalidades estruturais cardíacas, síndrome de Marfan, síndrome de Burgada, Síndrome de pré-excitação (WPW), entre outras.

Diagnóstico e Prevenção

A prevenção deste tipo de casos passa pelo estudo da história familiar de morte súbita e pela realização de exames complementares, tais como ECG, Prova de Esforço e Ecocardiograma.

Se é atleta vigie o seu coração.

 

Consulta de Especialidade

Shares