Shares

Trombose refere-se à formação e presença de um coágulo de sangue (trombo) num vaso sanguíneo (artéria ou veia). Segundo o Instituto Internacional de Trombose e Hemostase, 1 em cada 4 pessoas no Mundo morre de doenças relacionadas com a Trombose.

A presença do coágulo de sangue no vaso sanguíneo contribui para a diminuição do espaço no vaso para o sangue fluir, restringindo assim a quantidade de sangue que transporta oxigénio e nutrientes à parte do corpo irrigado por esse vaso. Esse coágulo pode também migrar para outra parte do corpo, designando-se então de êmbolo.

A Trombose Venosa é caracterizada pela obstrução de uma veia por um coágulo de sangue. Com frequência as veias mais afetadas são as dos membros inferiores, no entanto também se podem formar trombos nos vasos dos membros superiores e nos que vão diretamente ao coração. Se os vasos atingidos forem os mais profundos, poderão ter repercussões graves para a sua saúde.

Fatores de risco

  • Alterações da coagulação sanguínea (intrínsecas/genéticas)
  • Imobilização prolongada e sedentarismo
  • Toma de contracetivos orais
  • Neoplasias
  • Pós-operatórios

Sinais e sintomas

Sempre que sentir um destes sintomas deve procurar ajuda:

  • Calor, vermelhidão e dor ao toque no membro, se forem afetadas as veias mais superficiais
  • Inchaço súbito do membro com ou sem dor, se forem afetadas as veias mais profundas

Diagnóstico

Dependendo dos sintomas e de outros fatores de risco que apresente, o médico pode aconselhar a realização de análises clínicas especificas e/ou Ecodoppler para avaliar a profundidade, localização e extensão da lesão. Se não for tratada, uma trombose venosa pode progredir. Se o coágulo migrar para os pulmões e provocar um Embolismo Pulmonar, pode colocar a sua vida em perigo iminente. Pode também provocar consequências tardias como inchaço, dor crónica e alterações da pele no membro afectado.

Tratamento

O tratamento aconselhado no caso de Trombose Venosa difere de pessoa para pessoa tendo em consideração o diagnóstico, histórico clínico e o tipo de sintomas presentes. Pode incluir medidas que limitem a progressão da doença e previnam futuras complicações:

  • Medicação Anticoagulante: por exemplo comprimidos como a Varfarina ou injectáveis como Heparinas de baixo ou alto peso molecular, entre outros
  • Meias de Compressão: ajudam no controlo dos sintomas como o inchaço e dor
  • Cirurgia Vascular: para remoção do coágulo

 

Referências bibliográficas:

  • Sociedade Portuguesa de Angiologia e Cirurgia Vascular, Doenças vasculares mais comuns – Trombose venosa. Website: http://spacv.org/2017/05/24/doencas-vasculares-mais-comuns/#tab-id-2
  • World Thrombosis Day, 2018, Know facts : know thrombosis, website: http://www.worldthrombosisday.org/issue/thrombosis/
  • Cercas, Maria do Rosário Branco, 2017 – Trombose Venosa: Revisão a propósito de Caso Clínico. Universidade de Lisboa

Consulta Relacionada

Shares