Shares

A Citologia Ginecológica mais conhecida como Papanicolau, consiste na obtenção de uma amostra das células da parede do cólo do útero que é analisada a nível laboratorial, e é usualmente realizada nas Consultas de Ginecologia por um médico especialista. Este teste desempenha um papel essencial na deteção precoce de alterações ginecológicas bem como do Cancro do Cólo do Útero.

Se os resultados da Citologia Ginecológica sugerirem alterações, poderá ser necessária a pesquisa do Vírus do Papiloma Humano para detetar o agente causal da doença, permitindo distinguir quem está realmente em risco de ter ou vir a desenvolver doença, pelo que são métodos complementares um do outro.
A Citologia Ginecológica trata-se de um teste relativamente rápido e de primeira instância que, quando realizada como recomendado, poderá trazer grandes benefícios na prevenção da saúde, permitindo também uma ação atempada e segura no que respeita ao tratamento.

Como é realizado o exame?

É solicitado à paciente que remova as roupas da cintura para baixo e se deite numa marquesa especial que facilitará o procedimento. Durante o exame será mantida a sua privacidade. O médico utilizará um espéculo devidamente lubrificado para um maior conforto, para então obter uma melhor visualização do cólo do útero. Seguidamente, com uma pequena escova é retirada uma amostra das células da parede do cólo do útero que será colocada posteriormente numa lâmina de vidro (Citologia convencional – Papanicolau) ou num recipiente com líquido (Citologia em meio líquido). A amostra deverá ser entregue no Laboratório de Anatomia Patológica onde será analisado.
Para a maior parte das mulheres o teste é indolor, no entanto pode causar algum desconforto. É aconselhável que descontraia e respire de forma lenta e profunda.

Que cuidados ter antes de realizar o exame?

  • Evitar a realização do exame durante o período menstrual. Tentar planear a consulta antecipadamente
  • Não ter relações sexuais 48 horas antes do exame
  • Não aplicar medicação via vaginal nas 48 horas anteriores ao exame, incluindo, creme, gel, espuma entre outros (excepto se por indicação médica).

Quando realizar o teste e com que frequência?

É recomendado que a Citologia Ginecológica seja realizada pelo menos de 3 em 3 anos, a partir dos 21 anos e/ou 3 anos após início da atividade sexual. Caso apresente sintomas ou o exame físico realizado pelo médico o sugerir, a citologia poderá ser recomendada com mais frequência.

Referências Bibliográficas:

  • Sociedade Portuguesa de Ginecologia,2014 – Consenso sobre infecção por HPV eneoplasiaintraepitelial do cólo vulva e vagina. Consultado em: http://www.spginecologia.pt/uploads/Livro-de-Consenso-prova-3-FINAL.pdf
  • Liga Portuguesa contra o Cancro – Cancro do Cólo do útero. Consultado em: https://www.ligacontracancro.pt/cancro-do-colo-do-utero-diagnostico/
Shares