Shares

Uma hérnia abdominal é um defeito localizado na parede abdominal, um orifício que permite a passagem anormal do intestino ou de outras estruturas intra-abdominais.

Surgem por um defeito congénito, por relevantes alterações metabólicas dos tecidos, pela combinação aleatória destes ou por deficiente cicatrização das feridas relacionadas com cirurgias abdominais.

As hérnias inguinais representam 75% dos casos de hérnia abdominal, sendo portanto as mais frequentes, e surgem especialmente nos homens. Aparecem sob a forma de uma saliência, normalmente na região da virilha embora nos homens possam crescer e chegar a encher o escroto. É mais comum que ocorram do lado direito, embora possam afetar ambos os lados. Ao surgir uma hérnia, o que normalmente acontece é a saída de uma parte do intestino pela parede muscular abdominal, o que pode gerar dor e gangrena do intestino.

Em média, um em cada oito homens já teve, tem ou irá ter uma hérnia inguinal. Muitos destes casos ocorrem em idade precoce devido ao desenvolvimento fetal masculino, que envolve a descida dos testículos. O caminho percorrido por esses órgãos deve ficar fechado antes do nascimento e quando isso não acontece surge a hérnia. Por outro lado, quando esta patologia ocorre em idade adulta são chamadas hérnias diretas.

 

Sintomas, Diagnóstico e Tratamento

As hérnias inguinais nem sempre apresentam sintomas. Como muitas vezes não geram qualquer tipo de dor, são encaradas como inocentes e consequentemente não são tratadas, no entanto podem ser mortais.

Os sintomas podem traduzir-se numa sensação de queimadura ou de dor, sobretudo quando se tosse, se levantam pesos ou são feitos outros esforços, como por exemplo longas caminhadas ou muito tempo de pé. Os principais sintomas são a dor e o aumento de volume local.

Alguns dos fatores considerados de risco, ou seja, que podem estar relacionados com o surgimento de hérnia inguinal, são a obesidade, gravidez, levantamento de pesos com regularidade, tosse crónica, obstipação, defeitos congénitos, tecidos debilitados, entre outros.

No caso de pessoas que desejam iniciar uma atividade física regular, como por exemplo o treino num ginásio, é recomendável a realização de um check-up que inclua o despiste de hérnia inguinal, para evitar que a mesma se revele só após a prática desportiva e lhe seja, erradamente, atribuída a causa.

Na maioria dos casos, o exame físico é suficiente para que seja possível chegar a um diagnóstico. No entanto, quando tal não acontece, é normal o recurso a exames de imagem, tais como Ecografia de partes moles e TAC.

Após o diagnóstico definido, o utente é encaminhado para o processo cirúrgico, onde será reconstruída a parede abdominal de modo a que seja tapado o orifício. É possível que após alguns anos as hérnias reapareçam.

 

Conselhos

O tratamento não deve ser adiado. É aconselhável a reparação cirúrgica da hérnia quando diagnosticada, uma vez que pode ocorrer um estrangulamento do intestino e os tecidos morrerem por falta de fluxo sanguíneo, estabelecendo-se um sério risco de vida. Esta é uma complicação grave que implica uma cirurgia de urgência.

 

Consulta Relacionada

Shares