Shares

A função da pele é proteger o corpo contra infeções, contra a perda de água e regular a temperatura corporal. Consiste também num órgão sensorial para o tato, para o calor e para a dor, dando-nos a sensação da temperatura e de pressão exercida sobre ela.

Os acidentes por queimaduras são muito frequentes e na sua maioria consistem em pequenas lesões que não originam grandes complicações. São lesões que resultam do contacto com o calor ou frio extremo, substâncias químicas, eletricidade ou radiações.

Classificam-se quanto à sua profundidade em 1º, 2º e 3º grau. Além da profundidade, uma queimadura é tanto mais grave quanto maior for a superfície do corpo afetada.

 

Queimaduras de 1º grau

É o caso das queimaduras solares. Limitam-se à camada superficial da pele, que geralmente recuperam dentro de 3 a 6 dias.

Sinais:

  • Vermelhidão leve a intensa
  • Dor ao toque
  • Pele com edema

O que fazer?

  • Arrefecer imediatamente a zona queimada com água fria corrente da torneira por alguns minutos;
  • Retirar, se possível, qualquer objeto que possa armazenar calor (anéis, colares, brincos, cinto, entre outros);
  • Aplicar compressas frias e húmidas no local da lesão;
  • Pode aplicar-se medicamentos sem prescrição médica (pomadas) para ajudar a aliviar a dor e reduzir a inflamação.

Em geral, as queimaduras de primeiro grau curam-se sem nenhum tratamento específico. No entanto, se a queimadura cobrir uma grande área do corpo ou se a vítima for uma criança ou um idoso, deve procurar ajuda médica.

 

Queimaduras de 2º grau

As queimaduras de 2.º grau afetam uma camada mais profunda da pele e o processo de cicatrização pode prolongar-se durante semanas.

Sinais:

  • Vermelhidão intensa da pele
  • Dor acentuada
  • Formação de bolhas
  • Possível perda de partes da pele

O que fazer?

  • Limpar a parte afetada e aplicar compressas frias durante 15 minutos;
  • Secar com um pano limpo;
  • Procurar ajuda médica adicional.

 

Queimaduras de 3º grau

Abrange toda a espessura da pele e ocorre destruição dos tecidos e dos nervos. A regeneração torna-se assim mais difícil, podendo ser necessário recorrer a enxertos de pele.

Sinais:

  • Perda total da camada de pele lesada
  • A lesão torna-se indolor devido às camadas de tecido afetadas
  • A pele pode apresentar-se seca, com manchas brancas, castanhas ou pretas

O que fazer?

  • Não lavar a ferida nem aplicar nenhum produto/creme;
  • Cobrir ligeiramente a queimadura com um pano limpo (não usar nenhum material que possa deixar pelo no local da queimadura);
  • Verificar as vias respiratórias;
  • Não colocar uma almofada debaixo da cabeça da vítima, uma vez que pode afetar a via respiratória;
  • Não remover restos de roupa colados à lesão;
  • Procurar ajuda médica imediata.

Não tentar tratar queimaduras graves se não for um profissional de saúde capacitado.

 

Nunca use nas queimaduras:

  • Objetos para furar as bolhas formadas
  • Manteiga ou margarina
  • Pasta de dentes
  • Óleos de qualquer tipo
  • Pomadas caseiras
  • Não cobrir com panos secos

 

Referências Bibliográficas:

Shares